Home > Banco de Questões > Geografia > Geografia Humana >

População: Etnia e Modernidade

Lista de 15 exercícios de Geografia com gabarito sobre o tema População: Etnia e Modernidade com questões de Vestibulares.




01. (UNESP) Soweto viu a Copa do Mundo. Em um Mundial questionado por seu impacto social apenas limitado e por excluir grande parte da população africana dos benefícios, os 4 milhões de moradores da cidade nas proximidades de Johannesburgo só souberam um dia antes que a seleção brasileira faria seu único treino aberto em Soweto.

(O Estado de S.Paulo, 04.06.2010. Adaptado.)

Considere as afirmações seguintes.

I. Soweto está localizado na região metropolitana de Johanesburgo e foi a maior township da África do Sul.

II. As townships nasceram durante o período do apartheid, devido à separação espacial entre negros e brancos.

III. Dentre os Prêmios Nobel da Paz, estão Nelson Mandela e o Arcebispo Desmond Tutu, que viveram em Soweto.

IV. Berço da luta contra o apartheid, durante o regime racista, Soweto conseguiu resolver seus problemas sociais, integrando-se totalmente ao restante da capital.

  1. I, III e IV.
  2. III e IV.
  3. I, II e III.
  4. I e II.
  5. II, III e IV.

02. (UFF) A seleção alemã de futebol da Copa do Mundo de 2010 apresentou cinco atletas nascidos fora da Alemanha e seis filhos de imigrantes, num total de 23 jogadores. “É a verdadeira nação arco-íris”, estampou um jornal de Johannesburgo, brincando com a expressão utilizada pelo bispo Desmond Tutu para designar a África do Sul pós-apartheid. Para o sociólogo alemão Martin Curi, a inserção de estrangeiros, principalmente de turcos, na equipe alemã ocorre até com certo atraso. Mesut Ozil e Sedar Tasci são os primeiros turcos a jogarem uma Copa do Mundo pelo país, 40 anos após ser registrado o maior fluxo migratório da Turquia para a Alemanha.

Folha de São Paulo, 03/07/2010, p. D-28. Adaptação

Com relação à inserção de jogadores estrangeiros destacada no texto, conclui-se, adequadamente, que ela

  1. representa a flexibilização do mercado de trabalho na União Europeia.
  2. mostra a inexistência da xenofobia por parte da população nativa original.
  3. dificulta os fluxos migratórios para o país mais desenvolvido da Europa.
  4. expressa o caráter pluriétnico da sociedade alemã contemporânea.
  5. reflete a falta de programas sociais para a juventude alemã desportiva.

03.(UFF) EM 5 ANOS, NOVA ORLEANS RENASCE BRANCA

“A tragédia do furacão Katrina em Nova Orleans completa cinco anos neste mês com um legado que vai muito além das casas ainda destruídas da cidade: o equilíbrio de poder foi totalmente realinhado, a clivagem racial, aprofundada. A maioria negra, que sofreu retirada forçada durante a enchente ocorrida após o furacão, viu sua dominância sobre a política das últimas décadas ir se esvaindo até que praticamente todos os órgãos eletivos locais “embranqueceram”. (...) Moradores e estudiosos afirmam que a virada é resultado de um esforço deliberado. O primeiro plano de reconstrução da cidade previa fazer parques nos bairros negros devastados. Pra onde os antigos moradores voltariam? De referência, para lugar nenhum.”

Folha de São Paulo, 08/08/2010, p. A24

Para além dos efeitos imediatos do furacão Katrina, a reportagem focaliza a dinâmica de “embranquecimento” de Nova Orleans, diretamente associada a processos de

  1. nomadismo urbano.
  2. densificação urbana.
  3. segregação espacial.
  4. exploração demográfica.
  5. migração sazonal.

04. (UEG) Um dos grandes desafios do século XXI para tornar o mundo melhor é o de aprender a conviver com os outros, aceitar e respeitar os que são diferentes na cultura, na religião, nos costumes, na sexualidade etc. A intolerância, os preconceitos, as discriminações e o racismo, no entanto, vêm crescendo. Sobre esse assunto, é CORRETO afirmar:

  1. o princípio de que todos os seres humanos são iguais, independentemente de sexo, cor da pele, orientação sexual, local de nascimento, valores culturais, existe de direito e de fato nas sociedades democráticas.
  2. o racismo consiste numa tendência a desvalorizar certos grupos étnicos, sociais ou culturais, atribuindo-lhes características inferiores e manifesta-se na segregação e rejeição de valores culturais.
  3. os neonazistas, os carecas, os arianos, entre outros, são grupos organizados que visam combater os preconceitos, sobretudo contra migrantes pobres.
  4. a xenofobia e a homofobia atingem em maior grau os indígenas, os negros e a mulher, considerados inferiores em determinadas sociedades.

05. (UERJ) Cada um, de cada lugar do mundo, tem de assinalar em seu endereço eletrônico o país onde mora e de onde fala (.br, .ar, .mx, etc.); aquele que fala a partir dos EUA não precisa apor .us ao seu endereço e, assim, é como se falasse de lugar-nenhum, tornando familiar que cada qual se veja, sempre, de um lugar determinado, enquanto haveria aqueles que falam como se fossem do mundo e não de nenhuma parte específica.

Adaptado de Carlos Walter Porto-Gonçalves In: LANDER, Edgardo (org.). A colonialidade do saber. Buenos Aires: CLACSO, 2005.

O texto acima contém uma reflexão acerca de um aspecto importante das redes mundiais de produção e circulação de conhecimento. Segundo o autor, essas redes são marcadas pelo conceito de:

  1. pluralismo
  2. autoritarismo
  3. nacionalismo
  4. etnocentrismo

06. (MACKENZIE) Sobre a criação da reserva indicada no mapa, é correto afirmar que

  1. se trata da reserva “Raposa Serra do Sol”, cuja criação é apoiada pelos índios e criticada por fazendeiros que querem a descontinuidade da reserva.
  2. se trata da reserva de Dourados, cuja a criação irá prejudicar não só os agricultores de soja, como os índios da região, que vivem da criação de gado.
  3. se trata da reserva de Dourados, que beneficiará os índios de uma forma geral, mas dificultará o escoamento da produção de arroz, banana e milho.
  4. representa uma área equivalente à Bélgica, chamada de Parque Indígena do Xingu com uma população inferior a cinco mil índios.
  5. corresponde a reserva “Raposa Serra do Sol”, onde o Governo Federal, ONGs e ambientalistas defendem a sua efetivação e lutam para manter nela, três cidades e grandes lavouras de arroz.

07. (UFF) “Choque de civilizações” é o título do livro de autoria do cientista norte-americano Samuel Huntington, no qual são identificados conjuntos civilizacionais e seus possíveis enfrentamentos, conforme ilustrado no mapa abaixo:

Fonte: BONIFACE, Pascal e VÉDRINE, Hubert. Atlas do Mundo Global. São Paulo: Estação Liberdade, 2009.

A partir da análise do mapa, outro título adequado às ideias de Samuel Huntington é:

  1. “O mundo Ocidental em risco”
  2. “A ascensão dos nacionalismos periféricos”
  3. “O triunfo global do mundo africano”
  4. “O fim da história e da ideologia”
  5. “O declínio das religiões imperiais”

08. (UERJ) Um dos grandes desafios do século XXI para tornar o mundo melhor é o de aprender a conviver com os outros, aceitar e respeitar os que são diferentes na cultura, na religião, nos costumes, na sexualidade etc. A intolerância, os preconceitos, as discriminações e o racismo, no entanto, vêm crescendo. Sobre esse assunto, é CORRETO afirmar:

  1. o princípio de que todos os seres humanos são iguais, independentemente de sexo, cor da pele, orientação sexual, local de nascimento, valores culturais, existe de direito e de fato nas sociedades democráticas.
  2. o racismo consiste numa tendência a desvalorizar certos grupos étnicos, sociais ou culturais, atribuindo-lhes características inferiores e manifesta-se na segregação e rejeição de valores culturais.
  3. os neonazistas, os carecas, os arianos, entre outros, são grupos organizados que visam combater os preconceitos, sobretudo contra migrantes pobres.
  4. a xenofobia e a homofobia atingem em maior grau os indígenas, os negros e a mulher, considerados inferiores em determinadas sociedades.

09. (UFJF) Leia a informação a seguir, veiculada pelo jornal Correio do Brasil.

30/7/2008 20:51:30

Roma se começa a conhecer pelo Gueto

Por Flavio Vitari - de Roma

Apesar de ser o centro do mundo cristão, vamos começar pelo Gueto. Isso mesmo, pelo Gueto. Por mais extraordinário que pareça, os judeus estão em Roma desde o século II a.C., é a comunidade mais antiga da Europa. Por volta do séc XVI, papado de Paulo IV, começaram a ser perseguidos, tendo início a construção das muralhas que isolariam a área por eles habitadas, que no fascismo ficou conhecido como Gueto judaico.

Disponível em < http://www.correiodobrasil.com.br/coluna.asp?c=141563 >. Acesso em 01/11/2008.

Com a globalização, à medida que aumenta a mobilidade humana, aumentam os muros e as divisões visíveis e invisíveis, aumentam os guetos. O gueto é

  1. uma área definida como o espaço físico sobre o qual o Estado exerce seu poder soberano.
  2. um estado não-independente e subordinado, até certo grau, a um poder externo ou estrangeiro.
  3. um bairro de uma cidade, onde vivem os membros de uma etnia ou outro grupo minoritário.
  4. um território nacional autônomo totalmente cercado por um território estrangeiro.
  5. uma região geográfica que forma uma unidade distinta em virtude de determinadas características.

10. (UFG) Leia o trecho do artigo de Demétrio Magnoli.

As etnias hutus e tutsis foram inventadas pelo poder colonial europeu, que encontrou uma sociedade organizada em torno de um rei de caráter sagrado, cuja autoridade se baseava numa aristocracia de proprietários de rebanhos (os tutsis) que subordinava a massa de camponeses (os hutus). Toda sociedade ligava-se por laços de dependência pessoal, que asseguravam certa coesão. Tudo começou com o censo, que registrou as duas “etnias”. Em 1926, o governo colonial emitiu documentos de identidade com rótulos “tutsi” e “hutu”. Manuais vulgares repetem, até hoje, narrativas históricas que opõem as etnias, usando, para tanto, razões científicas.

MAGNOLI, D. O país das cotas e do genocídio. Folha de S. Paulo, 19 ago. 2005. Ilustrada. [Adaptado].

utor discute a relação entre os dois grupos envolvidos no conflito ocorrido em 1994, em Ruanda. Sobre a emergência desse conflito contemporâneo, pode-se afirmar que

  1. o desacordo era anterior ao colonialismo, pois historicamente tutsis e hutus disputavam a posse da terra.
  2. a distinção entre tutsis e hutus reforçou a oposição ao domínio colonial europeu.
  3. o discurso histórico desqualificou a sacralidade da figura real, induzindo os grupos à rivalidade.
  4. a exploração dos proprietários de rebanhos sobre os camponeses definia as relações étnicas.
  5. as identificações étnicas, patrocinadas por ação governamental, fermentaram o conflito e o massacre.

11. (UEL) Analise a charge e o texto a seguir.

“A pressão de grupos políticos e empresariais de Rondônia que defendem a liberação do garimpo a todo o custo, principalmente pelo próprio governo do Estado que se propõe a comprar os diamantes via Companhia Rondoniense de Mineração – CMR, tem funcionado como incentivador aos garimpeiros no processo de invasão em busca de diamantes”.

(SANTOS, R. A. Índios e diamantes em Rondônia. Disponível em: <www.socioambiental /noticias.com.br>. Acesso em: 11 Jun. 2005.)

Com base na charge, no texto e nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas a seguir.

I. A charge e o texto mostram a preocupação do Governo brasileiro em desenvolver uma Política Indigenista que vise garantir os direitos territoriais dos povos indígenas.
II. O texto e a charge remetem à importância da política indigenista brasileira nos últimos cinco anos e aos ganhos sociais decorrentes da garantia dos direitos a essa população.
III. A partir da charge e do texto, é possível verificar que os povos indígenas estão alijados do apoio oficial necessário à luta pela manutenção de suas terras e de seus recursos naturais.
IV. A charge e o texto indicam que, em diversas instâncias, ecoam ações e discursos contrários às reais necessidades dos povos indígenas.

  1. I e II.
  2. II e III.
  3. III e IV.
  4. I, II e IV.
  5. I, III e IV.

12. (UEPB) Com o fim da escravidão no Brasil, em 1888, a situação do negro sofreu bastante modificação. Mas, teria o negro passado a desfrutar as mesmas condições econômicas e sociais que os brancos desfrutam? Tudo parece indicar que não. O negro continua a ocupar um lugar inferior na hierarquia social, ganhando salários menores e vivendo em piores condições que a média da população.

Com base no texto acima, é correto afirmar:

I. O sistema de cotas para negros nas universidades, criado pelo Governo Federal, tem o objetivo de facilitar o acesso de negros de baixa renda ao ensino superior de qualidade.
II. Não existe diferença na hierarquia social entre negros e brancos, pois ambos recebem os mesmos salários.
III. Segundo o Governo Federal não existe necessidade da criação de cotas, pois os negros possuem as mesmas condições e oportunidades dos demais segmentos da sociedade que almejam ingressar nas Universidades Públicas e Particulares.
IV. O sistema de cotas abre caminhos para que pessoas comuns tenham uma educação digna e de qualidade, independente de sua cor, de acordo apenas com sua capacidade intelectual.

Está(ão) correta(s), apenas a(s) proposição(ões)

  1. II, III e IV
  2. I, II e III
  3. I
  4. IV
  5. III

13. (FUVEST) "Hoje, a civilização só parece progredir onde existe um clima estimulante. Uma civilização de primeira categoria pode ser transportada de um lugar para outro mas só pode crescer com vigor onde o clima der energia aos homens."

(Huntington, 1915)

Na atualidade, considerando as linhas de pensamento geográfico mais modernas, a afirmação contida no texto pode ser

  1. confirmada em numerosas áreas de colonização européia da África que não conseguiram se desenvolver em virtude dos climas áridos e semi-áridos.
  2. contestada em sua essência, pois não são exclusivamente as condições naturais que justificam o grau de desenvolvimento de uma região.
  3. confirmada em sua essência, pois em várias áreas da África e da América Latina as condições climáticas adversas retardaram o progresso.
  4. contestada, pois não é o clima, mas o meio natural como um todo, o principal fator responsável pelo fraco desenvolvimento econômico de várias partes do mundo, a exemplo do Sahael africano.
  5. confirmada na Ásia das Monções, onde a forte concentração de chuvas num só período do ano impediu que as influências da colonização européia promovessem o desenvolvimento da região.

14. (UFSM) Sobre o contingente da população indígena brasileira a partir do século XX, pode-se afirmar que

I - se verifica uma tendência de aumento desse contingente, principalmente em função da delimitação de reservas indígenas.
II - essa população, hoje muito reduzida (menos de 0,25%), está concentrada, principalmente, nas regiões Norte e Centro-Oeste.
III - a superfície total das terras indígenas equivale a um percentual pouco significativo da área do Brasil.
IV - ocorre um etnocídio no modo de vida, hábitos, crenças, língua, tecnologia e costumes.

Estão corretas

  1. apenas I e II.
  2. apenas II e III.
  3. apenas I e IV.
  4. apenas III e IV.
  5. I, II, III e IV.

15. (UFC) Em tempos neoliberias, o processo de globalização, que interliga lugares, através da movimentação de pessoas, de valores, de capitais e de mercadorias, pode ocasionar situações que expõem a humanidade a condições de risco. Entre as mais graves e/ou sobre as tentativas de evitá-las, é possível destacar, de modo corre

  1. a difusão de preconceitos contra estrangeiros, pela crença de que as pessoas e os produtos vindos de fora são os responsáveis pelas crises da economia e pelo desemprego.
  2. a transferência de doenças degenerativas pelos continentes, como as neoplasias, as doenças cardíacas, o Mal de Alzeimer, entre outras, até há poucos anos, típicas de países desenvolvidos.
  3. a repercussão das crises, nas bolsas de valores, provocadas por conflitos armados, que têm efeitos semelhantes entre países ricos e pobres e entre pessoas de diferentes condições sociais.
  4. a carência de água, provocada pelo seu consumo inadequado, que levou o mundo a adotar como forma de controle a racionalização e a privatização do seu uso.
  5. o desequilíbrio na distribuição da população mundial, solucionável através da transferência de populações, possibilidade assegurada pelas políticas migratórias internacionais.

Você acredita que o gabarito esteja incorreto? Avise para a gente | Email ou WhatsApp